segunda-feira, 30 de abril de 2012

A revolta.

   
    Ora bem, devo começar por dizer que este é um post de pseudo-revolta.
   Eu não gosto propriamente da marca H&M, acho que se lá entrei 5vezes, foi muito, e nunca comprei nada lá. No entanto, mal eu me apaixono perdidamente por uns calções que, não bastavam já ser uma edição especial, ainda por cima só vão estar à venda em apenas UMA loja, e adivinhem onde? Claro, Lisboa (e ao que parece, já esgotou tudo, apesar de a colecção ter sido lançada no passado dia 26, salvo erro. Inclusive online, nos países em que tal é possível segundo a marca. É que eu até estava a ponderar pedir a alguém que mos enviasse, mas parece que... Oh well!).

Os ditos cujos :(

   E agora expliquem-me lá: por que raio não espalharam a colecção pelo país? Norte, Centro e Sul também existem sim? Até parece que os restantes possíveis clientes não pagam o mesmo que os de Lisboa - e não, não quero ofender ninguém de Lisboa, até porque a culpa não é vossa, claramente! Apenas não percebo o sentido, só isso.

   E resta-me dizer... Obrigadinha, H&M. Mesmo quando eu tento fazer um esforço (neste caso, até foi sem esforço!) para gostar de algo que forneças, fazes o obséquio de não me deixar adquirir o produto! :/

   Uma continuação de um óptimo dia para todos :)*

domingo, 15 de abril de 2012

California Girls (Coachella 2012)

    E chegou o Festival que me enche as medidas.
   O Coachella 2012 chegou e, como sempre, melhor do que nunca! Já não sei se expressei aqui a minha paixão pela California e por Festivais de Verão - mas caso não o tenha feito, notem que é amor, ahah! :) A California prima pelo calor, pelo sol, pelas belas praias, por todo aquele ambiente descontraído de acabar o dia a fazer uma fogueira e um barbecue com os amigos na praia; já o Festival por ter um cartaz inigualável e por ser uma aventura total!

    E nada melhor do que começar esta bela tarde de sol que por aqui se faz sentir com alguns dos looks brutais que podemos ver nesse Festival. É sempre uma boa inspiração porque, por cá, o Verão também está quase aí!


E vocês, quais os vossos Festivais de eleição?:)

Tenham um óptimo Domingo!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Guess who's back?

    E sim, estou de volta (e com imensa saudade desta blogosfera, apesar de ter sempre dado uma espreitadela nos vossos blogs!) :)
    E desde Novembro, data do último Post, muita coisa se alterou e, uma delas... A PRIMAVERA CHEGOU (e dizem vocês: Oh really?!", ahah :) Pronto, hoje não está lá muito expressiva cá por terras do Norte, mas... Mas ela anda aí à espreita. E que saudades do sol, do céu azul e das montras das lojas cheias de cores vivas, tecidos leves e fresquinhos, não é?

     E se há coisa que me alegrou esta estação - e eu, que não sou nada de modas! - foi reparar que os bordados em crochet e as rendas estão de volta. Se soubessem há 2, 3 anos o quanto percorria as ruas algarvias por uns topzinhos de crochet... Bem, nem vos digo nada. Mas felizmente (por um lado, porque por outro tendo a cansar-me em demasia das coisas que vejo por aí a chuto) agora já me facilitaram as buscas, apesar de eu ser mega esquisitinha ainda assim.

   Deixo-vos algumas imagens inspiradoras de peças e de, ao que parece, tendências que me têm deixado apaixonada :)





sábado, 26 de novembro de 2011

   

    Sabem o que enerva mesmo, quando estou numa numa loja a dar uma olhadela pela roupa? 


... É encontrar uma peça que me chamou a atenção e, mal pego nela, reparo que alguém deixou "metade da cara" agarrada ao colarinho, neste caso, da camisa. SIM, enervam-me pessoas que usam base em doses tal excessivas, que não são capazes de experimentar uma peça - que nem era justa - sem deixar tudo borratado. Pelo menos, tenham algum cuidado, senhoras (e ainda por cima, era a única camisa daquela cor e tamanho, ali. Imaginem lá o por quê de estar ali "sozinha"!) --'

sábado, 19 de novembro de 2011

Oh, Miss Sixty!

    Pois é. Fui esta semana trocar um par de calças compradas na Miss Sixty, visto que rasgaram todas do nada. O 1º par já tinha sido trocado pelo mesmo defeito, e o de reposição veio igual - e ficou pior. Já há 2 anos me aconteceu o mesmo numas calças da marca que adorava e que acabaram por servir como roupa de praxe, estavam uma lástima. Na altura não fiz a reclamação porque já não sabia do talão de compra, mas desta... Não me calei!
   Resultado: foram avaliadas e deram-me um vale no valor respectivo. Só gosto de umas calças de lá:




... mas sinceramente a marca já não é o que era, nem sei se compre. Dantes, era difícil saber o que queria levar, adorava tudo e a qualidade era óptima. De há 2 anos para cá... Enfim, não sei se ria, se chore.

   Ainda assim, ando babada por esta belezura aqui:


Ai vivo é bem mais bonita. Te um "brilho" que adoro :)


   E pronto. Parece que vou ter que perder mais uns tempos a decidir o que fazer, a ver se não enfio a "pata na poça" outra vez :p

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Some might say we will find a brighter day .

    Hoje deparei-me com uma notícia, certamente alguns de vocês também, acerca do eterno problema acerca da atribuição das Bolsas de Estudo: 'Em dois meses mais de seis mil estudantes já desistiram do superior". Como quase tudo no nosso país, este é mais um dos apoios em que até o mais básico "chico esperto", desde que reúna certas condições (priveligiadas), consegue beneficiar. Contrariamente, muitos dos que realmente precisam acabam por sentir-se injustiçados. E com razão.
    Por aí, culpam-se os "filhos da mãe", cito,  que auferem de bolsas de estudo de valor elevado quando, ao que tudo indica (seja pelo automóvel de alta cilindrada, pelas roupas caríssimas, pelos "pais empresários" e afins, embora sendo tudo algo relativo, cada caso é um caso), não seria uma ajuda de que precisassem mesmo, não estando em causa a sua permanência ou desistência do Ensino Superior. com base no pagamento das propinas. Por outro lado, diz-se - e creio que erradamente - que à custa desses, muitos acabam por não receber bolsa (o cálculo de x não interfere no cálculo de y, logo parece-me um argumento algo infundado).
    Ora, eu prefiro culpar os membros que elaboram os critérios, que tentam tapar o sol com a peneira ao fazer acrescentos, aos documentos necessários, de pseudo-declarações de honra, enquanto continua a permitir que os ganhos com sociedades não entrem para efeito de cálculo. Já nem se trata de uma questão de "fuga" ou afins, mas sim de cálculo.
    
   ... Enquanto isto, cada vez mais serão aqueles que se sentirão forçados a abandonar o ano lectivo, deixando mesmo de estudar ou congelando a matrícula porque simplesmente não têm como contornar a situação. E, a ver vamos, se as bolsas este ano também não demorarão a chegar e, quando chegarem, já estão muitos alunos com contas até ao pescoço, por muito boa vontade que os senhorios - e por que há sempre quem compreenda a situação - eventualmente tenham em permitir o adiamento do respectivo pagamento.
   Resta-me deixar aqui isto, numa espécie de "wake up call": já que é impensável recorrer à consciência de todos os que se candidatam sabendo que "tanto lhes faz se recebem ou não", uma vez que têm legitimidade para tal... Talvez fosse necessária mais uma mudança. Mas uma mudança a sério, e não um embelezamento da situação, dando a entender que se está atento às injustiças que todos sabemos que existem.
    E para quem se vê em dificuldade... Uma mensagem de força, de persistência, um não desistir à 1ª pedra. E fiquem sabendo que, ainda que haja quem perde bolsa em virtude de não ter atingido o nr de créditos (ECTS) suficientes... Nada como se dirigirem aos Serviços de Acção Social da vossa Universidade/Faculdade, que vários são os casos que conheço em que foram atendidos e tiveram, novamente, direito a bolsa de estudo, visto que sem ela a única solução seria o congelamento da matrícula.


... Cuz some might say we will find a brighter day!


+ info.: aqui

domingo, 13 de novembro de 2011

Let's talk iPhone 4S

   E, no belo dia 11/11/11, veio parar às minhas mãos. Foi amor à 1ª vista.



   Foi algo com o qual sempre hesitei. Mas depois de romper ligações com a Nokia e afins, rendi-me. E nunca nada da Apple me deixou mal, alguma vez. E para quem diz que este é o 1º smartphone pelo qual nos podemos apaixonar... TRUE STORY! :) I already did